Continuo a tentar caminhar entre flores - desta vez, e mais uma vez, entre as Flores de Inverno, ou melhor, Flores de Inverno, Flores da Vida.

Como já dissse, por aquí, nas minhas Montanhas Lindas, não há flores de inverno selvagens e, caso isso se dê, passam-nos despercebidas. Por aqui, pelos cabeços, em volta de Lisboa, nós vemos sempre as flores de inverno e eu só as descobri a apanhar ervas para o meu Quico. Até o Quico fazer parte da minha vida eu não ligava nada às flores de inverno. Desde então, elas fazem parte das minhas pequenas ou grandes caminhadas.

 

 

Uma flor para a flor que sempre me acompanha e que tanto sofre

 

Cada vez que olho as flores de Inverno, lembro-me do meu Quico. Eu procurava as ervas que ele gostava e só encontrava flores. A partir de então, e tal como nos meus tempos de criança, voltei a admirar as flores e a vê-las com outros olhos.

Hoje quando rodava no carro a levar a minha outra flor à piscina, ouvi, na rádio a conversa sobre o dia da mulher e, então, numa pequena caminhada, decidi que a minha máquina iria colher algumas flores e com elas iria homenagear a mulher, todas as mulheres, desde a flor que tenho cá em casa e todas as outras. Foi assim que olhando as flores, eu recordei aquelas mulheres de Chicago e todas as mulheres sofredoras deste mundo do séc. XXI.

 

 

Que o vosso sofrimento social deixe de existir

 

Nas imagens das flores, eu vejo todas as mulheres que conheci até hoje e que já fizeram parte ou ainda fazem parte da minha vida.

As mulheres, algumas mulheres que conheci, fizeram-me ou fazem-me lembrar essas flores amarelas que, nos dias de chuva, fecham a corola para não morrerem afogadas.

Por isso, mulheres que fazeis parte desse grupo, abram os vossos braços e com eles abracem o mundo que, estou convicto, o mundo vos abraçará.

A liberdade e a responsabilidade devem, no futuro, ficar sempre juntas e, do mesmo modo, a mulher e o homem, deverão, na sua vida, caminhar de mãos dadas.

Pelo menos que isso seja uma esperança e se torne uma realidade.

**********************************



As belezas do Ventor estão em todo o lado especialmente, junto da família Pingas

publicado por Ventor às 00:27